Jovem vence concurso de beleza e se torna a mulher mais bonita do mundo

 

Centenas de cachorros se amontoaram no pátio

Quinhentos e cinco cachorros, presos em 156 jaulas apertadas, escaparam de virar comida nos restaurantes chineses. O caminhão que carregava os animais foi interceptado graças a um grupo de ativistas na província de Yunnan, com a ajuda de motoristas que notaram o conteúdo da carga.

Pessoas começaram a postar fotos e comentários sobre os cachorros no caminhão, o que levou a polícia a parar o veículo no pedágio seguinte. Os ativistas que entraram em contato com as autoridades e fizeram o alerta pela internet, logo chegaram à delegacia para onde os cães e o motorista foram encaminhados. Alguns cachorros já estavam mortos nas jaulas.

– Eles estavam apertados juntos. Nossos corações foram quebrados, ao ver isso – disse um dos ativistas.
Os bichinhos estavam apertados em gaiolas

Voluntários tiraram as jaulas do caminhão e passaram a noite alimentado e cuidando dos cães.

Oficiais do Departamento de Inspeção de Animais, que investigavam o caso, descobriram que o transporte era legal. O dono dos cachorros tinha uma licença para transportá-los e a polícia não conseguiu fazer nada, mesmo sabendo que os animais iriam direto para os restaurantes locais, provavelmente.

– Nós não podemos impedir as pessoas de comer cachorros, já que não temos uma lei de proteção a animais. Esperamos que o governo possa impedir os criadores de cachorros de fazerem negócio.

Mas a história teve final feliz. Aos 45 minutos do segundo tempo, uma instituição privada de resgate de cachorros chegou ao local, desembolsou quase R$ 18 mil e comprou todos os bichinhos. Os cães foram levados para o abrigo, onde receberão cuidado e comida à vontade.

Os animais tentam escapar

Os animais estavam em um caminhão

Ativistas cuidaram dos animais

O dono dos animais tinha licença para o transporte

Os cachorros foram salvos

g1.com