Messi dá espetáculo, faz história, e Barcelona bate Granada

Messi se tornou o maior artilheiro da história do Barcelona em jogos oficiais. Foto: Getty Images

Messi se tornou o maior artilheiro da história do Barcelona em jogos oficiais

Lionel Messi não se contentou em “apenas” fazer história pelo Barcelona, nesta terça-feira. Ele também quis ser decisivo e dar espetáculo na vitória contra o Granada, por 5 a 3. O argentino, que se tornou o maior artilheiro da história do Barcelona, fez três gols e foi fundamental para acabar com qualquer possibilidade de surpresa no Camp Nou. Foi uma noite histórica, mas também uma noite comum. Afinal, ver Messi quebrar recordes e decidir jogos já é rotina para o torcedor do Barcelona.

Outro destaque da partida foi o lateral brasileiro Daniel Alves, que alternou bons e maus momentos durante o jogo. Por um lado, ele deu dois belos passes para dois gols de Messi. Por outro, porém, cometeu dois pênaltis e ainda foi expulso no final do jogo. Mas isso não estragou a vitória do Barcelona, que diminuiu para cinco pontos a vantagem do líder Real Madrid no Espanhol.

Na partida o Granada mal tocou na bola antes do primeiro gol sair. Foi aos 3min que Cuenca arrancou pela esquerda e cruzou na cabeça de Messi. O argentino teve boa visão de jogo e apenas escorou para Xavi, que vinha de trás e chutou forte, abrindo o placar e começando a festa no Camp Nou.

Aos 15min, a expecativa dos torcedores do Barcelona já foi atendida: Cuenca brilhou novamente e criou jogada para Messi marcar o segundo gol do jogo e seu 232º pelo time catalão. Com isso, o argentino se igualou a César Rodríguez como maior artilheiro da história do Barcelona em jogos oficiais – se foram contados amistosos, Paulino Alcântara ainda é o maior goleador do Barcelona, com 369 gols.

Depois disso, o Barcelona manteve a pressão e contou com chutes perigosos de Sánchez e Daniel Alves para isso. Mas a bola foi para fora nas duas ocasiões e, com o passar do tempo, o jogo ficou morno. O Barcelona apenas administrou a vitória até ir para o vestiário.

O clima no Camp Nou só foi esquentar no segundo tempo, quando o Granada acabou com a tranquilidade do Barcelona em duas jogadas de bola parada. Aos 10min, Mainz diminuiu a vantagem do time da casa. Apenas sete minutos depois, Daniel Alves cometeu pênalti, que foi convertido pelo também brasileiro Siqueira.

Mas ainda havia história a ser feita no Barcelona e muito espetáculo para ser visto no Camp Nou. Aos 23min, Messi resolveu quebrar de vez o recorde de César e se tornou o maior artilheiro da história do time catalão. Em posição polêmica, que gerou reclamações de impedimento, Messi recebeu passe de Daniel Alves e tocou por cobertura na saída do goleiro. Um golaço digno de sua importância.

Depois disso, o argentino ainda participou do quarto gol do Barcelona. Aos 36min, foi lançado na área e tentou chutar para o gol. Julio César espalmou, mas o rebote ficou com Tello, que tinha saído do banco de reservas e conseguiu transformar a vitória do Barcelona em goleada.

Não satisfeito, Messi conseguiu fazer mais e dar mais espetáculo para a torcida do Barcelona. Aos 40min, ele recebeu outro bom passe de Daniel Alves e, frente a frente com o goleiro, aplicou um belo drible. Com o gol aberto, o argentino só chutou forte para balançar as redes.

O terceiro gol do Granada saiu em mais um pênalti de Daniel Alves, que foi expulso. Siqueira cobrou de novo e, com cavadinha, balançou as redes, já aos 45min. Foi pouco para estragar tamanho espetáculo de Messi e companhia.

As informações são do Terra.

72 comentários sobre “Messi dá espetáculo, faz história, e Barcelona bate Granada

Os comentários estão desativados.