Lula encerra tratamento hoje, mas segue com irritação na voz

Lula deixou o hospital Sírio-Libanês no último domingo. Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

Lula deixou o hospital Sírio-Libanês no último domingo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva encerra nesta sexta-feira o tratamento com antibióticos contra uma pneumonia. Segundo o Instituto Lula, ele leva uma vida normal, mas não faz nenhum despacho na entidade. Ainda de acordo com os porta-vozes do político, ele segue com a voz irritada, mas pode fazer alguns telefonemas.

Após ter perdido cerca de 18 kg com o tratamento contra o câncer, o petista segue em um processo de recuperação de peso. Lula foi internado no hospital Sírio-Libanês no último dia 4 de março para tratar uma pneumonia em estágio inicial. A doença é considerada normal em pacientes que tenham passado por tratamentos como radioterapia – que ele concluiu em fevereiro contra um tumor de laringe.

Lula ficou uma semana internado e deixou o hospital no último domingo. O médico do ex-presidente, Roberto Kalil, afirmou que ele pode voltar a trabalhar ainda nas próximas semanas, “mas é necessário repouso nos próximos dias”, alertou.

O câncer de Lula
Após queixa de dores de garganta, Lula realizou uma série de exames na noite de 28 de outubro de 2011. Na manhã do dia seguinte, foi divulgado boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, informando que foi diagnosticado um tumor maligno na laringe, que seria inicialmente tratado por quimioterapia.

O câncer na região da laringe é mais comum entre homens e o de maior incidência na região da cabeça e pescoço. Os principais fatores que potencializam a doença são o tabagismo e o consumo de álcool. Já os sintomas são: dor de garganta, rouquidão, dificuldade de engolir, sensação de “caroço” na garganta e falta de ar.

As informações são do Terra.