Pesquisa aponta que pessoas casadas são menos felizes

Segundo pesquisa com 2 737 homens e mulheres, as pessoas que se casam são menos felizes que aquelas que simplesmente “juntaram os trapos”

Casamento

O estudo também descobriu que os benefícios do casamento diminuem ao longo do tempo

São Paulo – Acho que o que se convencionou chamar “viver juntos” pode ser muito melhor para a saúde do que o casamento. Bom, vocês já devem estar pensando: “esse doutor é um malcasado”.

Conto que após quase 30 anos do bom e velho trocar de alianças, nunca estive tão feliz. Mas um estudo publicado recentemente no Journal of Marriage and Family (veículo científico dedicado a estudos sobre casamento e família) chamou minha atenção.

Segundo pesquisa com 2 737 homens e mulheres, as pessoas casadas são menos felizes que aquelas que simplesmente “juntaram os trapos”. O estudo também descobriu que os benefícios do casamento diminuem ao longo do tempo. Já casais que não subiram ao altar sofrem menos de depressão e têm uma autoestima maior.

Por outro lado, uma pesquisa recente aponta que o fim de um relacionamento (sejam os parceiros casados legalmente ou não) faz verdadeiro estrago na saúde. O estudo, realizado pela Universidade de British Columbia, no Canadá, também chegou à conclusão de que quem tem um companheiro é mais saudável que os solteiros. E mais: os dados mostram que pessoas saudáveis tendem naturalmente a se casar. Existe até um termo médico: “efeitos de proteção do casamento”.

Dos estudos, podemos depreender que quem vive acompanhado ganha mais saúde, já que a vida a dois está associada a bons hábitos. Outra das razões é absolutamente prática: homens casados têm mais chances de sobreviver a um infarto porque são levados para o hospital mais cedo. Parece piada, mas não é.

As informações são do Exame.com